quinta-feira, 8 de março de 2012

"Textando"

Sempre ouvi muita gente falando sobre a dificuldade pra decorar um texto. Acho até que algumas pessoas confundem a decoreba usada na escola quando vamos fazer uma prova com decorar um texto a ser interpretado. É diferente! Claro que algumas técnicas utilizadas são as mesmas ou bem parecidas, mas é diferente! Um detalhe a ser levado em consideração é que na hora de decorar um texto algumas pessoas decoram somente a sua parte, as suas falas e acabam por saber ´só uma parte da história a ser contada em cena. É indispensável que o ator saiba todo o texto e não apenas as suas partes. Sabendo todo o texto fica mais fácil improvisar no caso de um branco e ajudar um colega meio perdido em cena também. É preciso conhecer bem todo o contexto da história.

Continuando na ordem cronológica dos acontecimentos... Minha estréia com texto (vamos dizer assim) foi no espetáculo "As Traíras" o qual mencionei no post anterior que comecei na figuração. Mas a estréia, digamos, pra valer mesmo, foi na cena "... Eternamente..." (cena de 15 minutos que eu levava 2 horas pra me apronta e morria no final, mas isso eu conto melhor em outro post).

Nunca tive dificuldade pra decorar texto. E nessa época, me dedicava com afinco à tarefa! Com o tempo fui me sentindo mais segura e hoje, até pela urgência exigida no Teatro Empresarial (também falarei melhor disso depois), tenho ainda mais facilidade pra decorar. Essa semana mesmo, eu tinha um texto de 7 páginas pra decorar pra noite de segunda. Peguei no texto só no dia, li umas 5 vezes no máximo e no ensaio da noite, estava com ele decorado. Claro que engasgava numa coisa outra, mas estava decorado. Até mesmo porque, por mais decorado que esteja um texto, quando chega a hora de ensaiar sem ele pra ler... Tudo complica! Dá branco e você diz pra você mesmo: "Puxa, mas tava decorado!" É assim mesmo!

Existem algumas técnicas pra decorar texto. Pra mim só funciona duas delas: a primeira é ler, ler, ler, reler, reler e reler o texto todo. E a segunda é escrever o texto. Vez ou outra, depois de ter lido e relido diversas vezes, eu leio o texto tapando as minhas falas com alguma coisa. Aí eu leio o texto, digo a minha fala e depois confiro. Mas isso é só uma forma de eu me certificar que estou com o texto realmente decorado.

A verdade é que não há segredo algum. A forma mais eficaz de se decorar um texto e se concentrar e ler vááááááááárias vezes até já estar tão gravado na mente que a leitura começa a entediar de tanto que você já conhece a história em seus mínimos detalhes. 

A leitura é muito importante e pra um ator é ainda mais! Infelizmente, a correria do dia a dia nos impossibilita de exercitar mais a leitura como deveríamos. Mas é sempre uma boa pedida substituir algumas horas na frente do computador pelas páginas de um livro ou de um texto a ser decorado e/ou encenado. 
E então, vamos ler mais?



PS: Feliz Dia Internacional da Mulher para todas! E até a próxima postagem...

Um comentário:

  1. Minha mais recente experiência com texto me mostrou o quanto estou enferrujado. Mesmo com as técnicas que conheço para decorar o texto foi um parto para apreendê-lo, mas uma hora saiu!
    A gente não pode se deixar dominar pelo texto como se ele fosse um vilão que quer roubar nossa alma, ele é uma ferramenta, apenas mais um dos componentes do espetáculo.
    Vamos ler mais! Ótimo post, adorei! =D

    ResponderExcluir