quinta-feira, 29 de março de 2012

Duas horas e meia em quinze minutos

Numa outra postagem mecionei um trabalho que fiz em que levava cerca de duas horas e meia pra me aprontar, pois bem, falarei mais dele hoje:

Foi em "... Eternamente...". Uma cena de 15 minutos inspirada no conto "O Retrato Oval" (ou "O Retrato Ovalado") de Edgar Allan Poe. O texto é lindo e a cena, fidelíssima, ficou emocionante também. 

Pra apresentar essa cena havia todo um verdadeiro ritual. Fazia babyliss no cabelo todo e prendia (só isso levava cerca de uma hora e meia), depois fazia a maquiagem e todo o conjunto tinha que ficar idêntico ao quadro. Por fim, colocava o vestido que era composto de dois saiotes para dar volume, a saia e o corpete. O resultado você vê na foto abaixo:
A estréia foi num festival de cenas de Santos, o FESCETE. Entrei em cena tremendo e como é possível ver no vídeo abaixo, o início da cena era mágico, romântico... E eu tremendo. Quando chegou o momento de começar o texto em si eu respirei fundo e dali em diante relaxei. Meu maior conforto foi perceber, no decorrer da cena, que meu companheiro Daniel Maia estava tão tenso quanto eu, as mãos dele estavam frias. Mas deu tudo certo! Essa apresentação nos rendeu alguns prêmios e minha primeira indicação ao prêmio de Melhor Atriz. 
Cerca de duas horas e meia pra me arrumar pra ficar quinze minutos em cena e morrer no final. E como valia a pena! A cena era maravilhosa, meu companheiro de cena não poderia ser melhor e o texto e a direção de Waldir Correia eu sou suspeita pra falar, pois sou super fã! Agradeço imensamente pela oportunidade de fazer um trabalho tão bonito quanto este e por ter começado com um diretor tão atencioso e que hoje faz tão parte da minha vida que o considero da família, é meu segundo pai.
Abaixo vai um vídeo com a cena. Perdoem a falha técnica no final da gravação, mas dá pra ter uma boa idéia e apreciar o trabalho. Espero que gostem!


Um comentário:

  1. Sou muito fã de vocês! Amo muito os três e admiro o talento, o amor e entrega que investem na arte! Beijos!

    ResponderExcluir