sexta-feira, 20 de junho de 2014

Se o mundo é um ovo...

... O universo teatral é apenas um gergelim!

Morei em Santos por 25 anos e por 8 deles fiz parte do meio teatral. Sempre achei única a forma como todas as pessoas da classe teatral da Baixada Santista se conheciam. Parece que todo mundo já trabalhou junto alguma vez... São "filhotes" de uma cia. que deram origem a outra, são atores "emprestados" de uma cia. pra outra, e assim por diante... Pareciam raízes seguindo seus caminho como acham melhor, mas que no fim das contas fazem parte de uma mesma árvore. Poético, não!? Não é uma verdade absoluta, mas também não chega a ser uma mentira, mas isso não vêm ao caso! Enfim, até mesmo por causa dessa sensação de que todo mundo conhece todo mundo e tá sempre junto que eu fiquei um tempo afastada. Não me parecia certo entrar pra um grupo que parecia tão próximo do grupo que eu fazia parte antes, era estranho!

Aí me mudei pra São Paulo, comecei a trabalhar por aqui e conhecer pessoas do meio teatral. Minha maior surpresa foi perceber que mesmo nessa cidade enorme em que se mora por anos e não se consegue conhece tudo, a sensação de que todo mundo conhece todo mundo, da classe teatral, permaneceu! 

Se na vida é preciso tomar cuidado com o que se diz e o que se faz, no meio teatral é preciso ter cuidado redobrado se quiser garantir seu lugarzinho. Se em nosso dia a dia existem pessoas que podem nos prejudicar, entre artistas e seus egos inflamados existem pessoas capazes de tudo pra te tirar do caminho se acharem que você pode ser um empecilho para o seu sucesso. 

Aqui vai um recado pros jovens atores: fiquem de olhos abertos, façam o seu trabalho da melhor maneira possível e não pisem em ninguém! Não faça ninguém de degrau, pois amanhã esse degrau pode se transformar numa rampa escorregadia! O mundo gira, as pedras se encontram e se o mundo é um ovo, o universo teatral é apenas um gergelim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário